quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Obsolescência Programada



Estava lendo alguns artigos sobre "obsolescência programada" (ou planejada). Que é o fator de quando uma determinada coisa se tornará ultrapassada.
Na real, é determinar quando algo irá para o lixo porque não serve mais.
As coisas são criadas e planejadas de uma forma que se deteriorem ou fiquem ultrapassadas tão rapidamente que logo tenhamos que comprar novamente.
Este conceito é óbvio em coisas como sacolas ou copos de plástico, mas também verificamos isto desde computadores até canetas (você lembra quando foi que terminou a tinta de uma caneta sua?).

Isto se dá com praticamente todos os bens de consumo. Pesquisas recentes mostram que 99% dos bens consumidos pelos americanos são descartados com menos de 6 meses de uso. Tudo isto para que você tenha que consumir o produto novamente.
As vezes os produtos continuam funcionando perfeitamente, mas a pessoa sente-se mal porque o colega comprou um celular mais novo, o monitor CRT não é tão bonito como um LCD, o carro é mais bonito do que o outro, etc.

Este conceito pode ser o tom entre o sucesso e o fracasso de uma empresa. O quanto uma empresa consegue inovar e alterar os seus produtos para que eles ainda necessitem ser consumidos. Para isto, empresas fazem uma "alteração de layout" em períodos determinados.
Carros podem manter o mesmo motor, mas ter o seu chassis alterado. Computadores que antes eram colocados em gabinetes quadrados e brancos, agora possuem gabinetes "tunados", celulares que servem muito bem para falar, agora falam, tocam música, etc. Quem não tem o último modelo de determinado produto, está ultrapassado.

Quando um produto é acompanhado de uma evolução tecnológica, até podemos admitir que os demais fiquem obsoletos, mas pense bem antes de trocar algum produto seu ou mesmo descartar algo que você usa. O planeta agradece.

P.S.: Texto típico das diversidades de pensamento que eu tenho! :-D
Postar um comentário