terça-feira, 7 de dezembro de 2010

A vida é feita de frases



Faz muito tempo que não escrevo por aqui. Isto se deve a todas as mudanças que ocorreram na vida pessoal e profissional desde fins de setembro.
Se por um lado a promoção que tive no Terra foi uma coisa muito boa (agora dá para contar, em setembro não dava), por outro a decisão de parar de aula foi uma coisa que me abalou muito também.
Sempre coloquei que o fato de dar aula complementava a carreira no mercado. Isto porque a convivência com os alunos gera uma troca de experiências incrível, pois são outras pessoas, outros profissionais, outros conhecimentos. Fora o fato de, na maioria das vezes, ter sido elogiado pelos alunos e colegas como um bom professor.

Agora noto que os últimos tempos foram baseados por duas frases marcantes. Uma dita pela minha tia há uns 3 anos, quando disse: "Tu não vai ser um bom professor". A outra dita por um dos diretores de tecnologia do Terra: "Até que ponto tu é um cara motivado para trabalhar?". As duas ditas em tons sérios, cheias de verdade, praticamente me desafiando e, em certo ponto, me desmerecendo.
E posso dizer que estas duas frases me motivaram bastante. De um lado, fui escolhido como professor homenageado, o que me leva a crer que alguma coisa boa passei para os alunos. De outro, um desafio maior na empresa para conseguir mostrar do que sou capaz.

Uma terceira frase antiga foi dita pela minha filha: "Pai, sai daqui que tu tá fedendo". Esta foi a base para a decisão de parar de fumar e, depois de três meses sem colocar um cigarro na boca, tenho certeza que foi a que mais me motivou!

Sou um cara que também gosta de usar este expediente de "frases". Muitas vezes solto uma delas para os colegas ou para os alunos, como um desafio. Possivelmente as pessoas que ouvem estas frases se sentem como eu me senti quando ouvi as frases acima, mas cabe a elas decidir o que fazer: ouvir caladas e chorar em um canto, ou se indignar e lutar para mudar a opinião.

P.S.: Este foi mais um post da série: "frases soltas e sem sentido".
Postar um comentário