terça-feira, 22 de setembro de 2009

Inteligência vs Conhecimento



Uma coisa que sempre lembro enquanto dou aulas é que inteligência nada tem a ver com o conhecimento.
Pessoas pensam que, quanto mais estudarem, mais inteligente elas vão ficar. Na vida real, nem sempre isto acontece.
Conheço pessoas que ficam debruçadas em livros e sites um grande tempo do dia, tentando ficar mais inteligentes. Entretanto, o que elas ganham é mais conhecimento e não a inteligência.
Uma definição simples de inteligência, feita por Sergio Navega no artigo "Confundindo Inteligência com Conhecimento" (ver aqui) diz que inteligência é a habilidade da pessoa de gerar o conhecimento. Ou seja, se tu não consegue gerar ou produzir algum conhecimento sobre alguma coisa, não estás exercitando a tua inteligência.
Conversando com um colega, ele lembrou do caso dos autistas, pessoas que podem ter uma inteligência muito avançada, porém geralmente é uma inteligência específica, sem um conhecimento mais apurado devido à dificuldade de ambientação social.
Outro exemplo é aquela pessoa que lê bastante, sabe tudo sobre qualquer assunto, mas não consegue aplicar todo este conhecimento na prática ou não consegue estabelecer relações deste conhecimento para a resolução de um problema.
Concordo que a aquisição do conhecimento geralmente deixa a pessoa com mais opções para utilizar a sua inteligência, mas somente isto não basta.
Resumindo todos estes pensamentos aleatórios em uma frase: não basta ter o conhecimento se tu não sabe como utilizá-lo.

Um comentário:

Rita disse...

E eu acredito que as escolas teriam muito a contribuir neste aspecto se ensinassem os alunos a pensar e tirar conclusões ao invés de decorar matérias. Eu odiava História no primeiro e segundo grau porque tinha que decorar fatos e mais fatos...Ou seja, recebi o conhecimento mas não fazia nenhuma avaliação sobre o mesmo, deixando assim de exercitar a inteligência.