sexta-feira, 15 de maio de 2009

O milésimo post no Twitter



Comecei a usar o Twitter no dia 02/04/2008. Desde então, milhões de usuário em todo o mundo começaram a usar para dizerem para todos e para ninguém o que estão fazendo.
Desde o primeiro update com o texto "Quase indignado", escrevi muita coisa séria, muitos desabafos, muitas coisas sem-sentido (a maioria) e também divulguei as minhas postagens neste blog.
Listo abaixo os updates que considero mais interessantes durante todo este tempo:
  • Quem acha tudo gozado é faxineira de motel
  • Quero uma bola de cristal que dê choque com um fio desencapado
  • Alguém tem que trabalhar
  • Nenhum anti-virus protege contra cagadas do usuário
  • Indo para o FISL9: O maior encontro de Nerds da América Latina!
  • Cada vez me convenço mais que PHP é para quem não sabe programar
  • As coisas migram de lugar...
  • Pessoas normais não são felizes, pessoas normais tentam ser felizes.
  • Cansado de ser bonzinho!
  • Cuidar dos filhos é muito bom. Mas quando eles estão doentes nos sentimos um pouco impotentes.
  • E tinham comentado sexta que desejavam um Roberto Justos. Pelo visto ganharam.
  • Twitter down no fim-de-semana! Parece que Ruby On Rails não faz os programadores tão felizes assim!
  • Frase do dia: "Depois a merda cai e o pessoal de produtos fica reclamando"
  • Liberar muitas funcionalidades para os usuários pode se tornar muito perigoso. Usuário devia ter, no máximo, o Notepad disponível!
  • Tenho medo quando pessoas inexperientes tem de tomar decisões importantes!
  • Tem gente que não sabe o que é pontualidade!
  • Por que as pessoas não se conversam????
  • As pessoas se acostumam com as coisas ruins.
  • Errar é humano, assumir o erro é nobre!
  • mode machista on: Perdeu?! E daí?! Vai assistir novela!
  • Gerentes de Projetos tem a mania de achar que são Gerentes de Equipes!
  • GPs acham que o mundo todo está contra eles!
  • Se você quer fazer um sistema Web que faça sucesso, esqueça os frameworks!
  • Aprender pouco é uma coisa perigosa!
  • Caixas de chá me darão dor de cabeça em um futuro próximo!
  • Banrisul é o pior banco público do mundo. Isto se pudermos chamá-lo de banco.
  • Hoje é dia de prova! Momento de felicidade de um professor.
  • O mais difícil é sempre o mais bonito, tecnologicamente falando.
  • Instrutores nivelam as turmas por baixo! Professores nivelam pela média!
  • Quem mais balança é quem menos tá seguro. Se o teu trabalho é bem feito, não tem com o que se preocupar!
  • Como seria bom se as pessoas soubessem o que desejam!
  • Escrevendo o óbvio: Tempo é questão de prioridade!
  • Há dias em que o barulho é insuportável! Preciso achar uma palavra para descrever barulho que é pior que o insuportável!
  • Nada pior do que pessoas que usam Twitter como Chat ou que ficam enviando mensagens a cada 2 minutos!
  • A cada instante da vida estamos mais perto da morte.
  • Odeio a mania que alguns têm de marcar reuniões meia hora antes para prejudicar os pontuais
  • Pac Man nada mais é que correr atrás de balinhas enquanto se ouve uma música repetitiva. Ou seja, uma rave.
  • Trabalhar até tarde para enviar um relatório e, quando vejo, envio o arquivo errado! Shit!
  • Odeio pessoas que entram em lojas, ficam olhando as coisas e nao compram nada. Vao passear no parque ao inves da C&A!
  • Odeio pessoas Twitter-Depressivas!
  • Depois de PMI, SCRUM e outras metodologias de projeto, vou criar o FALO: "Faz logo, otário"
  • Odeio pessoas incompetentes.
  • As pessoas que mais falam em privacidade são aquelas que sempre querem saber o que estamos fazendo.
  • Reclamar no Twitter engorda! #Twitter_consequences
  • Twitter faz as pessoas ficarem sem paciência. #Twitter_facts
  • Percebo que estou ficando velho quando falo de Paintbrush e a pessoa não sabe o que é!
  • Mulheres não gostam de usar o Twitter porque só podem escrever 140 caracteres.
  • Refazendo a frase: mulheres que usam Twitter fazem mais de um post por vez para poder usar mais de 140 caracteres.

Aliás, se quiseres buscar todas as mensagens que fizeste no Twitter, clique aqui.
Postar um comentário