terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Diário de San Francisco (XV) - Televisão



Apesar de não ter muito tempo, à noite costumo ver um pouco de televisão por aqui.
Os canais abertos aqui (os que temos no Brasil na TV por assinatura) são muito bons. Além disso, segunda-feira passada foi o dia oficial do término das transmissões analógicas, ou seja, a televisão americana é totalmente digital (apesar de alguns canais transmitirem analógico até o dia 12 de junho).
É muito legal assistir House, 24 Horas, CSI, Lost ao vivo (sem precisar baixar). Colocamos a TV com o Closed Caption e assistimos sem problemas. Aliás, aqui até alguns comerciais tem closed caption habilitado.
Agora, minha experiência mais estranha foi assistir a cerimônia de entrega do Oscar às 18:30 e, mais estranho ainda, terminar as 21h. Eu que todo ano fico assistindo até de madrugada, foi muito esquisito ver o Oscar e ainda ter tempo para fazer outras coisas antes de dormir.
Sobre o Oscar, tinha visto Slumdog Millionary (Quem quer ser um milionário) na quinta-feira e gostado do filme. Não vi ainda os outros filmes que estavam concorrendo, mas não sei se era para tanto. Se Slumdog ganhou oito estatuetas, acho que Cidade de Deus mereceria pelo menos um.
Outra coisa legal são os comerciais. Confesso que tem muitos que são babacas, mas aqui não tem a hipocrisia brasileira de proibir marcas de citar as concorrentes. Por exemplo, as propagandas de carro de uma marca chegam a mostrar os carros das outras para dizer que eles não prestam!
Agora uma das propagandas que eu mais gosto é a da Microsoft, a qual reproduzo abaixo:

Postar um comentário