terça-feira, 4 de novembro de 2008

Sobre o Silêncio em Ambientes de Trabalho



Não é a toa que um dos riscos ocupacionais determinados pelo INMETRO é o Ruído. Ruídos demasiados têm reflexo em todo o organismo, não apenas ao conjunto auditivo.
Ruídos intensos e permanentes podem causar vários distúrbios, alterando significativamente o humor e a concentração humana.
Quando há o silêncio, todo o trabalho é melhor produzido. As pessoas tem um rendimento maior, o humor melhora, a concentração permite que erremos menos, entre outras coisas.
Por isto, é muito importante fazer o mínimo de barulho em locais de trabalho onde seja necessária a concentração. Não estou dizendo para não conversarem, nem sermos Monges Franciscanos o tempo todo, mas sim em conversar moderadamente, sem alterações no tom de voz e, principalmente, respeitando o trabalho dos outros.
Seguem algumas frases que podem levá-lo a não fazer tanto ruído e não atrapalhar os seus colegas:
  • "Todos os mistérios do homem derivam de não ser capaz de sentar silenciosamente em uma sala isolada" (Blaize Pascal)
  • "O exercício do silêncio é tão importante quanto a arte da palavra" (William James)
  • "Há pessoas silenciosas que são muito mais interessantes que pessoas oradoras" (Benjamin Disraeli)
  • "Poucas pessoas sabem o momento psicologicamente exato de ficarem caladas" (Carlile)
  • "Fique calado e em segurança; o silêncio nunca o trairá" (O'Reilly)
  • "O homem arruína mais as coisas com a palavra do que com o silêncio" (Gandhi)
  • "O som aniquila a grande beleza do silêncio" (Chaplin)
Postar um comentário