segunda-feira, 22 de outubro de 2007

F1 - Vitória da Ética




Mais do que o Kimi Raikkonen ter vencido o campeonato de Fórmula-1, ganhou a ética profissional.

Para mim, espiona o concorrente quem não tem a capacidade de criar coisas novas. Foi isto o que a McLaren fez ao espionar a Ferrari.

Não sou hipócrita de dizer que estas coisas acontecem em qualquer esporte ou, mais ainda, em qualquer ambiente onde haja concorrência, mas creio que elas sempre deveriam ser punidas.

O que aconteceu ontem em Interlagos reforça aquela tese teocrata de que Deus sempre pune os culpados e ajuda os bondosos.

Hamilton foi punido pela inesperiência e Alonso pela arrogância. Massa acabou ajudando o seu companheiro e possivelmente ganhou mais um ano na Ferrari com sua atitude.

Torcia pelo Kimi mais para punir a McLaren do que por simpatia ao finlandês. No meu íntimo, acho que até queria que o Hamilton ganhasse para reforçar a tese de que uma pessoa bem preparada pode sempre ter sucesso, mas ficou bem assim.

Vida longa à Ferrari, que conseguiu ganhar pelos méritos de sua equipe e, não, por plágio ao concorrente (pelo menos ninguém ainda provou nada).
Postar um comentário